NOVIDADES

Miley Cyrus diz que abandonou a igreja porque amigos gays não eram aceitos

26 de março de 2020 às 11:39

Em conversa conversa com a modelo Hailey Bieber, Miley Cyrus desabafou sobre a relação dela com a religião. A voz de ‘Wrecking Ball’ revelou que deixou os templos religiosos de lado após amigos gays serem mandados para ‘terapias de conversão’ pelos pais.

Para quem não conhece, esses espaços são mais conhecidos como lugares que promovem a “cura gay” para homossexuais. Miley Cyrus ainda contou que isso tudo aconteceu ainda cedo, na época do colégio.

O vídeo da conversa foi compartilhado na rede social da cantora, e funciona como uma conversa com os seguidores em tempos de quarentena. A ex-Disney também segue as dicas de segurança para evitar o contágio do novo coronavírus.

“Eu fui criada na igreja do Tennessee dos anos 1990, um tempo de menos aceitação“, conta Miley Cyrus. “Eu tinha alguns amigos gays na escola. Eu deixei a minha igreja porque eles não eram aceitos, eram mandados para terapias de conversão”.

A filha de Billie Ray Cyrus ainda teve problemas posteriores com isso, principalmente quando descobriu mais sobre a própria sexualidade. Vale lembrar que Miley Cyrus já se envolveu em polêmicas por falar abertamente sobre sexo, drogas e defender a causa LGBTQ+. A cantora se identifica como bissexual.

 

Fonte: UOL

CONFIRA MAIS NOVIDADES

,

Rose Miriam é expulsa do inventário de Gugu

, ,

Zezé Di Camargo humilha seguidora, percebe o erro e pede perdão

, ,

Zeca Camargo sai da Globo