Afiliadas
Você está em:
DF - Brasília
105.5 FM
Filtrar por Regiões
Todas
Nordeste
Norte
Centro-Oeste
Sudeste
Sul
DF - Brasília
105.5 FM
MG - Belo Horizonte
96.5 FM
MA - Pinheiro
90.9 FM
MG - Bueno Brandão
88.3 FM
MG - Buritis
91.9 FM
MG - Medeiros – Circuito da Canastra
107.5 FM
MG - Divino
102.9 FM
MG - Fervedouro
90.3 FM
MG - Paraíso
103.9 FM
MG - Sul de Minas
103.1 FM
MG - Taiobeiras
107.1 FM
MG - Unaí
93.1 FM
MG - Serra da Mantiqueira
98.1 FM
MT - Vera
90.9 FM
PA - Tucuruí
90.9 FM
PA - Redenção
91.1 FM
PR - Palotina
99.3 FM
RO - Ariquemes
92.3 FM
RO - Conesul
100.9 FM
RO - Ji-Paraná
93.7 FM
RO - São Francisco do Guaporé
88.7 FM
RO - São Miguel do Guaporé
99.7 FM
RS - Casca
88.5 FM
RS - Ciríaco
88.9 FM
RS - Erechim
90.7 FM
RS - Não Me Toque
95.7 FM
RS - Panambi
88.7 FM
RS - Putinga
101.1 FM
RS - Santo Ângelo
94.5 FM
SC - Blumenau
89.1 FM
SC - Chapecó
104.5 FM
SC - Itajaí
102.1 FM
SP - Barretos
100.1 FM
SP - Bebedouro
91.7 FM
SP - Campinas
Rede
SP - Catanduva
106.9 FM
SP - Centro-Oeste Paulista
88.7 FM
SP - Ipuã
92.5 FM
SP - Itapeva
93.5 FM
SP - Mogi Guaçu
88.1 FM
SP - Ourinhos
101.5 FM
SP - Pirassununga
90.1 FM
SP - São José do Rio Preto
88.9 FM
CE - Jericoacoara
Rede
GO - Goiânia
Rede
MT - Sapezal
Rede
PR - Foz do Iguaçu
Rede
Ao Vivo
105.5 FM

GDF regulamenta uso de cartões de crédito e débito nos ônibus

Brasil
Cidade
Publicado em

Clube FM

Decreto regulamenta cartões das principais bandeiras de cartão para utilização no transporte público do Distrito Federal. Medida é uma das anunciadas pelo governo para o fim do dinheiro em espécie

Por Pablo Giovanni de Correio Braziliense*

O governador Ibaneis Rocha (MDB) regulamentou a aceitação de cartões de crédito e débito nos ônibus do Distrito Federal. A proposta já havia sido anunciada pelo governo anteriormente, também com a retirada gradual do dinheiro em espécie nos coletivos.

O decreto, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta sexta-feira (14/6), regulamenta o uso de cartões bancários com chip NFC (Near Field Communication) ou quaisquer dispositivos usados para pagamento por aproximação compatíveis com o protocolo EMV (Europay, Mastercard, Visa), tais como, smartphones, smartwatches e pulseiras inteligentes.

No texto, o chefe do Executivo local explica que haverá uma “lista de pendências” de cartões inabilitados para liberação na catraca de ônibus devido a pendência na aprovação de transação.

Pontos de recarga

Como parte de expandir o cartão mobilidade no Distrito Federal, a fim de retirar o dinheiro de circulação no transporte público, operadores que trabalham no Governo do Distrito Federal (GDF) ficarão com a responsabilidade de recarregar o cartão.

O texto no decreto explicita que haverá pontos de recarga em todas as regiões administrativas do Distrito Federal, além da comercialização dos mesmos. As recargas poderão ocorrer como já ocorre em parte do sistema, com pagamento em cartão de débito ou por Pix.

De acordo com o secretário de Transporte e Mobilidade (Semob), Zeno Gonçalves, em sessão na Câmara Legislativa (CLDF) no mês passado, nenhum cobrador de ônibus será mandado embora com o fim de circulação de dinheiro em espécie no transporte público do Distrito Federal.

“É importante frisar: ninguém perderá o emprego. Ninguém será mandado embora. Não há exoneração. Não há demissão. Não haverá absolutamente nada disso”, disse. “Os cobradores são profissionais importantes no sistema, assim como os motoristas e garagistas. Não estamos falando de demissões de pais de famílias que vão perder seus postos de trabalho. Nós não falamos disso e nunca vamos falar, porque isso nunca vai acontecer”, garantiu Gonçalves.

Aos distritais, o secretário apresentou slides sobre os benefícios do fim do pagamento em dinheiro nos ônibus. Segundo ele, haverá uma campanha massiva para que a população tenha conhecimento das mudanças que a pasta pretende adotar, a partir de 1° de julho. “É um processo que começa agora, com o estabelecimento da portaria e, na próxima semana, com o decreto que está sendo escrito pela Casa Civil. O decreto trata das particularidades da utilização dos cartões de crédito e débito no sistema, com a ampliação dos postos de recarga”, disse.

“Estamos falando da retirada do dinheiro no sistema, mas a pirataria tira mais emprego do sistema do que dinheiro à bordo. Nós precisamos melhorar o nosso sistema para que tenhamos mais frota, mais motoristas, mais cobradores, mais agentes nas garagens. Quanto mais fortalecemos o sistema, a sociedade ganha”, salientou Gonçalves.

Veja Também
Veja Mais
Aplicativo Clube
Baixe o App da Clube e fique por dentro de tudo, o tempo todo.
O aplicativo de rádio mais legal da internet. Acompanhe a sua Clube em qualquer lugar!
App Clube
Contatos