Afiliadas
Você está em:
DF - Brasília
105.5 FM
Filtrar por Regiões
Todas
Nordeste
Norte
Centro-Oeste
Sudeste
Sul
DF - Brasília
105.5 FM
MG - Belo Horizonte
96.5 FM
GO - Goiânia
Rede
MA - Pinheiro
90.9 FM
MG - Bueno Brandão
88.3 FM
MG - Buritis
91.9 FM
MG - Divino
102.9 FM
MG - Fervedouro
90.3 FM
MG - Medeiros – Circuito da Canastra
107.5 FM
MG - Paraíso
103.9 FM
MG - Serra da Mantiqueira
98.1 FM
MG - Sul de Minas
103.1 FM
MG - Taiobeiras
107.1 FM
MG - Unaí
93.1 FM
MT - Sapezal
97.3 FM
MT - Vera
90.9 FM
PA - Redenção
91.1 FM
PA - Tucuruí
90.9 FM
RO - Ariquemes
92.3 FM
RO - Conesul
100.9 FM
RO - Ji-Paraná
93.7 FM
RO - São Francisco do Guaporé
88.7 FM
RO - São Miguel do Guaporé
99.7 FM
SP - Barretos
100.1 FM
SP - Bebedouro
91.7 FM
SP - Campinas
Rede
SP - Catanduva
106.9 FM
SP - Centro-Oeste Paulista
88.7 FM
SP - Itapeva
93.5 FM
SP - Ipuã
92.5 FM
SP - Mogi Guaçu
88.1 FM
SP - Pirassununga
90.1 FM
SP - São José do Rio Preto
88.9 FM
PR - Foz do Iguaçu
93.7 FM
PR - Palotina
99.3 FM
RS - Erechim
90.7 FM
RS - Casca
88.5 FM
RS - Ciríaco
88.9 FM
RS - Panambi
88.7 FM
RS - Putinga
101.1 FM
RS - Santo Ângelo
94.5 FM
RS - Não Me Toque
95.7 FM
SC - Blumenau
89.1 FM
SC - Itajaí
102.1 FM
Ao Vivo
105.5 FM

Ludmilla denuncia ataques racistas no Dia da Consciência Negra: “Não há o que celebrar”

Celebridades
Música
TV e Famosos
Publicado em

Clube FM

Cantora destacou a diferença entre entre a teoria do reconhecimento durante o mês de novembro e a realidade

Por Observatório dos Famosos

Ludmilla utilizou suas redes sociais no Dia da Consciência Negra para desabafar sobre os ataques racistas que enfrenta online.

A cantora, de 28 anos, compartilhou uma imagem de seu punho cerrado, símbolo de resistência da comunidade preta, e expressou a exaustão em rebater ofensas raciais.

Ela destacou a contradição entre a teoria do reconhecimento durante o mês de novembro e a realidade dos últimos dias, revelando um recorte do racismo que enfrenta, principalmente desde que se tornou uma artista.

A artista denunciou o ódio gratuito proveniente de perfis racistas disfarçados de fãs, afirmando que sua equipe jurídica está agindo para identificar os responsáveis. A plataforma também foi acionada e excluiu os posts denunciados.

“Não dá mais para eu ter que responder por algo que fizeram comigo. Quem tem que falar ou mostrar a cara é quem faz isso, assim, impunimente. Exausta é pouco, mas não vou recuar – continuarei existindo e brilhando, doa a quem doer – e, mais uma vez, deixo aqui registrado: não há o que celebrar no dia 20 de novembro”, escreveu.

O post Ludmilla denuncia ataques racistas no Dia da Consciência Negra: “Não há o que celebrar” foi publicado primeiro em Observatório dos Famosos.

Veja Também
Veja Mais
Aplicativo Clube
Baixe o App da Clube e fique por dentro de tudo, o tempo todo.
O aplicativo de rádio mais legal da internet. Acompanhe a sua Clube em qualquer lugar!
App Clube
Contatos