Afiliadas
Você está em:
DF - Brasília
105.5 FM
Filtrar por Regiões
Todas
Nordeste
Norte
Centro-Oeste
Sudeste
Sul
DF - Brasília
105.5 FM
MG - Belo Horizonte
96.5 FM
GO - Goiânia
Rede
MT - Vera
90.9 FM
PA - Tucuruí
90.9 FM
RO - Ariquemes
92.3 FM
RO - Conesul
100.9 FM
RO - Ji-Paraná
93.7 FM
RO - São Francisco do Guaporé
88.7 FM
RO - São Miguel do Guaporé
99.7 FM
MG - Bueno Brandão
88.3 FM
MG - Buritis
91.9 FM
MG - Medeiros – Circuito da Canastra
107.5 FM
MG - Divino
102.9 FM
MG - Fervedouro
90.3 FM
MG - Sul de Minas
103.1 FM
MG - Taiobeiras
107.1 FM
MG - Unaí
93.1 FM
SP - Barretos
100.1 FM
SP - Catanduva
106.9 FM
SP - Centro-Oeste Paulista
88.7 FM
SP - Itapeva
93.5 FM
SP - Pirassununga
90.1 FM
SP - São José do Rio Preto
88.9 FM
PR - Foz do Iguaçu
93.7 FM
PR - Palotina
99.3 FM
RS - Erechim
90.7 FM
RS - Ciríaco
88.9 FM
RS - Panambi
88.7 FM
RS - Putinga
101.1 FM
RS - Santo Ângelo
94.5 FM
SC - Itajaí
102.1 FM
RS - Casca
88.5 FM
RS - Não Me Toque
95.7 FM
CE - Jericoacoara
91.7 FM
MT - Sapezal
97.3 FM
PA - Redenção
91.1 FM
SP - Campinas
Rede
SC - Blumenau
89.1 FM
MA - Pinheiro
90.9
MG - Serra da Mantiqueira
98.1 FM
SP - Mogi Guaçu
102.5
SP - Ipuã
92.5
Ao Vivo
105.5 FM

Ministério da Educação admite erro e UNE quer anular o Sisu

Brasil
Publicado em

Clube FM

Ministério da Educação admite problemas na divulgação dos resultados. Boa parte das queixas vem de candidatos cotistas

Por Ândrea Maucher e Mayara Souto via Correio Braziliense

A União Nacional dos Estudantes (UNE) protocolou, ontem, uma notificação extrajudicial para que o Ministério da Educação (MEC) preste esclarecimento público sobre as origens do erro no portal do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e anule essa etapa do processo.

Na terça-feira, muitos candidatos consultaram os resultados na plataforma e comemoraram a aprovação com a família e amigos. Horas depois, veio a decepção com o sumiço dos nomes da lista de ingresso às universidades públicas.

Em nota, divulgada ontem, o ministério reconheceu que houve uma “divulgação indevida de listas provisórias, com rankings ainda parciais, durante 25 minutos”, e que “a ocorrência está sendo rigorosamente apurada”.

O MEC abriu sindicância interna, por meio da Corregedoria da pasta, e que “estruturou uma força-tarefa para receber e solucionar quaisquer dúvidas relacionadas ao processo do Sisu”. O canal oferecido para receber queixas de estudantes é o e-mail resultadosisu24@mec.gov.br.

“Não dá para os estudantes ficarem no escuro, sem saber do seu futuro, sem saber o que aconteceu e, muito menos, pagar por um erro que não cometeram”, declarou ao Correio a presidente da UNE, Manuella Mirella. A entidade também pede a suspensão das matrículas nas instituições e as inscrições no Programa Universidade para Todos, o ProUni, que concede bolsas em faculdades privadas. Na notificação, a UNE pede que sejam mantidos, na reabertura dos processos de inscrição, os mesmos prazos estabelecidos atualmente, e que “sejam efetivamente prestados os esclarecimentos sobre os problemas enfrentados nos sistemas”.

“A gente quer garantir que esse problema seja resolvido e que o estudante, que não teve culpa do erro, não seja prejudicado. Cobramos que esse erro não ocorra no resultado do Fies e do ProUni também”, disse Manuella.


A entidade estudantil também criou uma plataforma para reunir os relatos dos estudantes lesados pela “pane no sistema” do MEC. “Muitos estudantes nos procuraram falando que tinham passado (na universidade) no dia anterior (terça-feira) e, no outro dia, não tinham conseguido a sua vaga na universidade pública, e esse movimento só cresceu”, relatou a presidente da UNE.

Na primeira hora de funcionamento da plataforma, 50 relatos de problemas foram postados no site www-une-org-br-1.rds.land/problemas-com-fies-sisu-prouni

Crise de ansiedade

Esse é o caso de Cinthia Isabelly Silva Cavalcante, de 18 anos, de Natal (RN). Ela se inscreveu para o curso de Pedagogia na Universidade Federal de Rio Grande do Norte (UFRN), na manhã da terça, e, ao acessar o site, estava na 13ª posição para cotas destinadas a pretos, pardos e indígenas que cursaram o ensino médio em escola pública.

“Fiquei muito animada com a notícia e não conseguia parar de chorar de alegria, só que, depois de algumas horas, eu vejo alguns relatos de que o resultado tinha sumido e, quando eu entrei no site, percebi que o meu também sumiu”, relatou a jovem.

Cinthia teve crise de ansiedade ao ler o posicionamento do MEC de que os resultados “vazados” deveriam ser desconsiderados.

Ao receber a segunda comunicação sobre a resultado, ela notou que, além de ter sido desclassificada da primeira chamada — sua posição caiu para o 20º lugar —, o número da inscrição mudou e não batia com o registro de inscrição oficial.

“No momento, me encontro devastada, me sentindo usada”, lamentou.

O acesso ao Sisu se dá por meio do cadastro gov.br, que exige CPF e senha. O Correio apurou que a maioria dos casos de inconsistência na aprovação estava relacionado com o critério de cotas.

Nos últimos dois dias, a reportagem vem questionando o MEC para que informe se a pane está relacionada à mudança na Lei de Cotas, aprovada pelo Congresso, no ano passado, mas, até o fechamento desta edição, não obteve retorno.

Veja Também
Veja Mais
Aplicativo Clube
Baixe o App da Clube e fique por dentro de tudo, o tempo todo.
O aplicativo de rádio mais legal da internet. Acompanhe a sua Clube em qualquer lugar!
App Clube
Contatos