Afiliadas
Você está em:
DF - Brasília
105.5 FM
Filtrar por Regiões
Todas
Nordeste
Norte
Centro-Oeste
Sudeste
Sul
DF - Brasília
105.5 FM
MG - Belo Horizonte
96.5 FM
GO - Goiânia
Rede
CE - Jericoacoara
Rede
MA - Pinheiro
90.9 FM
MG - Bueno Brandão
88.3 FM
MG - Buritis
91.9 FM
MG - Medeiros – Circuito da Canastra
107.5 FM
MG - Divino
102.9 FM
MG - Fervedouro
90.3 FM
MG - Paraíso
103.9 FM
MG - Serra da Mantiqueira
98.1 FM
MG - Sul de Minas
103.1 FM
MG - Taiobeiras
107.1 FM
MG - Unaí
93.1 FM
MT - Sapezal
97.3 FM
MT - Vera
90.9 FM
PA - Redenção
91.1 FM
PA - Tucuruí
90.9 FM
PR - Foz do Iguaçu
Rede
PR - Palotina
99.3 FM
RO - Ariquemes
92.3 FM
RO - Conesul
100.9 FM
RO - Ji-Paraná
93.7 FM
RO - São Francisco do Guaporé
88.7 FM
RO - São Miguel do Guaporé
99.7 FM
RS - Casca
88.5 FM
RS - Ciríaco
88.9 FM
RS - Erechim
90.7 FM
RS - Panambi
88.7 FM
RS - Putinga
101.1 FM
RS - Santo Ângelo
94.5 FM
RS - Não Me Toque
95.7 FM
SC - Blumenau
89.1 FM
SC - Chapecó
104.5 FM
SC - Itajaí
102.1 FM
SP - Barretos
100.1 FM
SP - Bebedouro
91.7 FM
SP - Catanduva
106.9 FM
SP - Centro-Oeste Paulista
88.7 FM
SP - Ipuã
92.5 FM
SP - Itapeva
93.5 FM
SP - Mogi Guaçu
88.1 FM
SP - Pirassununga
90.1 FM
SP - São José do Rio Preto
88.9 FM
SP - Campinas
Rede
Ao Vivo
105.5 FM

Paolla Oliveira fala sobre congelamento de óvulos e projeto de ser mãe

Uncategorized
Publicado em

Clube FM

Atriz conversou sobre o tema durante entrevista com a apresentadora Fátima Bernardes

Por Flavia Duarte

Paolla Oliveira falou sobre a decisão de ser mãe e o que a levou a congelar seus óvulos, em um bate papo no programa Assim Como a Gente, comandado por Fátima Bernardes.

Sem rodeios, a atriz, de 41 anos, desabafou sobre a cobrança social para as mulheres serem mães, revelou que vive uma relação estável com o músico Diogo Nogueira e que usará a Ciência em seu favor.

“É uma cobrança social [a mulher ter filho] e falo sobre isso como um alerta mesmo. É preciso dar liberdade, espaço para a mulher. Nós mulheres precisamos ter essa liberdade, sem ter que servir a sociedade. Eu congelei meus óvulos porque eu posso mudar de ideia e usei a ciência a meu favor”, frisou.

Paolla também explicou que tomou essa iniciativa para “ter a opção de ser mãe” caso mude de ideia no futuro. 

Preconceitos na Avenida

Apaixonada por Carnaval, a artista revelou que para desfilar no carnaval, precisou enfrentar um momento muito difícil na carreira. Ela se esquivou do preconceito por usar roupas sensuais, que marcam o corpo e ainda revelou que precisou enfrentar o próprio pai e a sociedade para conseguir atravessar a avenida do samba.

“As pessoas descredibilizavam muito, porque era um lugar menor. Um lugar onde eu estou feliz, mas estou com uma roupa um pouco menor, não era bom para mim. Estar aqui, nesta profissão, e falar que eu vou no Carnaval porque eu quero e gosto, é fora desse símbolos todos. Eu enfrentei meu pai, a sociedade e consigo falar mais abertamente sobre as minhas opiniões”, revelou.

A artista ressaltou que ama sua profissçao e que se sente livre na avenida:

“É sobre independência. Lá eu sou uma pessoa feliz, liberta. Me faz bem. Eu vou lutar até o final por essa independência”, avisou

Paolla Oliveira com fantasia dourada em desfile da Grande Rio – Reprodução/Internet
Veja Também
Veja Mais
Aplicativo Clube
Baixe o App da Clube e fique por dentro de tudo, o tempo todo.
O aplicativo de rádio mais legal da internet. Acompanhe a sua Clube em qualquer lugar!
App Clube
Contatos