Afiliadas
Você está em:
DF - Brasília
105.5 FM
Filtrar por Regiões
Todas
Nordeste
Norte
Centro-Oeste
Sudeste
Sul
DF - Brasília
105.5 FM
MG - Belo Horizonte
96.5 FM
GO - Goiânia
Rede
MT - Vera
90.9 FM
PA - Tucuruí
90.9 FM
RO - Ariquemes
92.3 FM
RO - Conesul
100.9 FM
RO - Ji-Paraná
93.7 FM
RO - São Francisco do Guaporé
88.7 FM
RO - São Miguel do Guaporé
99.7 FM
MG - Bueno Brandão
88.3 FM
MG - Buritis
91.9 FM
MG - Medeiros – Circuito da Canastra
107.5 FM
MG - Divino
102.9 FM
MG - Fervedouro
90.3 FM
MG - Sul de Minas
103.1 FM
MG - Taiobeiras
107.1 FM
MG - Unaí
93.1 FM
SP - Barretos
100.1 FM
SP - Catanduva
106.9 FM
SP - Centro-Oeste Paulista
88.7 FM
SP - Itapeva
93.5 FM
SP - Pirassununga
90.1 FM
SP - São José do Rio Preto
88.9 FM
PR - Foz do Iguaçu
93.7 FM
PR - Palotina
99.3 FM
RS - Erechim
90.7 FM
RS - Ciríaco
88.9 FM
RS - Panambi
88.7 FM
RS - Putinga
101.1 FM
RS - Santo Ângelo
94.5 FM
SC - Itajaí
102.1 FM
RS - Casca
88.5 FM
RS - Não Me Toque
95.7 FM
CE - Jericoacoara
91.7 FM
MT - Sapezal
97.3 FM
PA - Redenção
91.1 FM
SP - Campinas
Rede
SC - Blumenau
89.1 FM
MA - Pinheiro
90.9
MG - Serra da Mantiqueira
98.1 FM
SP - Mogi Guaçu
102.5
SP - Ipuã
92.5
Ao Vivo
105.5 FM

Repelente contra o mosquito da dengue: saiba como usar o produto corretamente

Brasil
Saúde
Publicado em

Clube FM

Além de tomar medidas preventivas, como: evitar deixar água parada, colocar garrafas vazias de cabeça para baixo, eliminar a água acumulada em plantas e outros, é importante fazer o uso de repelentes

Por Correio Braziliense

De acordo com os dados divulgados no Painel de Monitoramento de Casos de Arboviroses do Ministério da Saúde, o Distrito Federal lidera o ranking em proporção de casos de dengue registrados apenas em janeiro de 2024. O aumento dos casos deixa claro que os cuidados contra a devem ser redobrados.

Além de tomar medidas preventivas, como: evitar deixar água parada, colocar garrafas vazias de cabeça para baixo, eliminar a água acumulada em plantas e outros, é importante fazer o uso de repelentes. O produto pode ser eficaz na proteção contra o mosquito da dengue, ajudando a prevenir as picadas. Porém, vale lembrar que, nenhum repelente é 100% eficaz e por isso uso de roupas que deixam menos pele exposta pode ajudar na verdadeira luta contra a doença.

A médica pós-graduada em dermatologia clínica, estética e cirúrgica, Nicolly Machado, detalha como escolher os produtos.

“Os repelentes mais eficientes contra o mosquito da dengue são aqueles que contêm os ingredientes ativos icaridina (picaridina) e DEET. Esses ingredientes têm demonstrado serem eficazes na repelência de mosquitos, incluindo o mosquito da dengue”, detalha.

Aplicação e eficiência

Para que o produto tenha eficácia, é importante aplicar de maneira correta e seguir as instruções do fabricante.

“São vários modos de aplicação de acordo com a textura e a concentração (de) ativos. Geralmente, é recomendado aplicar o repelente em todas as áreas expostas do corpo, incluindo braços, pernas e pescoço e até rosto. Lugares frequentemente esquecidos são pés, mãos e orelhas. No entanto, não é necessário aplicar o repelente em áreas do corpo que estão cobertas por roupas”, afirma.

E em caso de bebês, crianças e grávidas? Nicolly explica que nesses casos, o uso de repelente deve seguir sempre recomendações médicas, mas no geral, são recomendados produtos com concentrações mais baixas de icaridina ou DEET.

Na hora de escolher o produto é importante estar atento a certas informações, entre elas a concentração de icaridina e DEET.

“É recomendado que o repelente contenha pelo menos 20% de Icaridina ou 30% de DEET para uma maior eficácia contra o mosquito da dengue. Não há diferença significativa na eficácia entre repelentes em spray e em creme. Ambos podem fornecer proteção se aplicados corretamente”, explica Nicolly.

Ainda que o uso seja fundamental, é necessário estar atento na frequência.

“O repelente deve ser reaplicado de acordo com as instruções do fabricante, geralmente a cada 4 a 6 horas, ou com mais frequência se você estiver suando excessivamente ou nadando. Porém se não está em uma área de alta exposição, o ideal é que não seja aplicado o dia todo, o contato dessas substâncias com a pele pode expor a maiores riscos de alergias e dermatites”, alerta.

Para aquelas pessoas que têm o costume de fazer o uso do protetor solar, há sim uma solução.

“Quanto ao protetor solar com repelente, embora possa fornecer alguma proteção adicional contra picadas de mosquito, é importante lembrar que a eficácia na prevenção da dengue pode ser limitada. É melhor usar um repelente separado em combinação com o protetor solar para uma proteção mais completa”.

Veja Também
Veja Mais
Aplicativo Clube
Baixe o App da Clube e fique por dentro de tudo, o tempo todo.
O aplicativo de rádio mais legal da internet. Acompanhe a sua Clube em qualquer lugar!
App Clube
Contatos