Afiliadas
Você está em:
DF - Brasília
105.5 FM
Filtrar por Regiões
Todas
Nordeste
Norte
Centro-Oeste
Sudeste
Sul
DF - Brasília
105.5 FM
MG - Belo Horizonte
96.5 FM
GO - Goiânia
Rede
MA - Pinheiro
90.9 FM
MG - Bueno Brandão
88.3 FM
MG - Buritis
91.9 FM
MG - Divino
102.9 FM
MG - Fervedouro
90.3 FM
MG - Medeiros – Circuito da Canastra
107.5 FM
MG - Paraíso
103.9 FM
MG - Serra da Mantiqueira
98.1 FM
MG - Sul de Minas
103.1 FM
MG - Taiobeiras
107.1 FM
MG - Unaí
93.1 FM
MT - Sapezal
97.3 FM
MT - Vera
90.9 FM
PA - Redenção
91.1 FM
PA - Tucuruí
90.9 FM
RO - Ariquemes
92.3 FM
RO - Conesul
100.9 FM
RO - Ji-Paraná
93.7 FM
RO - São Francisco do Guaporé
88.7 FM
RO - São Miguel do Guaporé
99.7 FM
SP - Barretos
100.1 FM
SP - Bebedouro
91.7 FM
SP - Campinas
Rede
SP - Catanduva
106.9 FM
SP - Centro-Oeste Paulista
88.7 FM
SP - Itapeva
93.5 FM
SP - Ipuã
92.5 FM
SP - Mogi Guaçu
88.1 FM
SP - Pirassununga
90.1 FM
SP - São José do Rio Preto
88.9 FM
PR - Foz do Iguaçu
93.7 FM
PR - Palotina
99.3 FM
RS - Erechim
90.7 FM
RS - Casca
88.5 FM
RS - Ciríaco
88.9 FM
RS - Panambi
88.7 FM
RS - Putinga
101.1 FM
RS - Santo Ângelo
94.5 FM
RS - Não Me Toque
95.7 FM
SC - Blumenau
89.1 FM
SC - Itajaí
102.1 FM
Ao Vivo
105.5 FM

Rivalidade entre torcidas de times gaúchos no DF dá lugar à solidariedade

Cidade
Publicado em

Clube FM

As cheias no Rio Grande do Sul despertam, cada vez mais, a empatia nos moradores do DF. Na Base Aérea de Brasília, o volume de donativos mostra o desejo de ajudar. E adversários históricos deixam as rixas de lado em favor do bem maior

Por Letícia Guedes e Caio Ramos* via Correio Braziliense

Brasília, a cada dia, amplia a mobilização e se empenha para ajudar a população do Rio Grande do Sul, que sofre com a tragédia da maior inundação de sua história. 

Na hora da solidariedade, pessoas que em outras circunstâncias vivenciam o antagonismo, agora, estão de mãos dadas em favor do bem. Não há partido político nem religião nem time de futebol. 

Na capital federal, apesar da histórica rivalidade entre Grêmio e Internacional, os presidentes dos grupos de torcedores locais se uniram e trabalham com as torcidas coletando donativos para seus conterrâneos e familiares.

Giscard Stephanou, coordenador regional do Consulado do Grêmio no DF, ligou para Camilla Beccon, que comanda o consulado colorado, para combinar uma ação conjunta entre as torcidas após receber a sugestão de um amigo que torce para a equipe rival.

Os grupos divulgaram em suas contas no Instagram maneiras de ajudar financeiramente a região. Depois, foram chamados pelo Senado para integrar o projeto Liga do Bem, com o qual têm coordenado a distribuição dos donativos.

O gremista e porto-alegrense afirma que a iniciativa das torcidas é inédita e foi tomada pela gravidade dos problemas, que “superam o tamanho de qualquer rivalidade”. Giscard diz que a arrecadação de agasalhos é a principal preocupação, com a aproximação do inverno que, no estado gaúcho, é bastante rigoroso.

“O Rio Grande do Sul está esfriando. Algumas cidades alcançaram a marca de 10ºC, então, os agasalhos são a nossa prioridade. Já fizemos a primeira entrega na Base Aérea na última terça-feira. Foram 5,5 mil cobertores — 500 a mais do que a nossa meta inicial. Agora, vamos continuar para conseguir mais água potável e alimentos para os que precisam”, antecipa o cônsul do Grêmio.

“Juntos temos uma capacidade muito maior do que se cada consulado estivesse sozinho, tanto que a repercussão da união entre as torcidas vem sendo muito positiva. Muita gente de fora do RS acaba doando, por ver que a causa é maior do que a disputa GreNal”, enfatiza a consulesa do Internacional.

“As doações (de todo o país) estão começando a chegar, principalmente na região metropolitana de Porto Alegre, e estão ajudando muito. Para o interior, ainda está bem complicada a logística pela falta de estradas disponíveis. É importante continuar doando para poder espalhar para todo o estado”, prossegue Camilla, nascida em Santiago, a 443km da capital do estado.

Torcedores do Criciúma, do Avaí e do Figueirense, times de Santa Catarina, também estão contribuindo com a iniciativa.

Sem sedes, os consulados de Grêmio e Internacional não têm locais fixos para reunir os donativos e, por isso, pedem que sejam entregues nos pontos de recolhimento da Liga do Bem.

*Com Henrique Sucena, estagiário sob a supervisão de Malcia Afonso

Veja Também
Veja Mais
Aplicativo Clube
Baixe o App da Clube e fique por dentro de tudo, o tempo todo.
O aplicativo de rádio mais legal da internet. Acompanhe a sua Clube em qualquer lugar!
App Clube
Contatos